• Beto Tupinambá

Vai empreender? Se liga nessas dicas.

Atualizado: Nov 2


Já falamos aqui que o sonho de empreender está no nosso imaginário. De acordo com pesquisa da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), ter seu próprio negócio está entre os 4 maiores desejos das brasileiras e brasileiros. E, como sabemos, muitos acabam abrindo seus negócios de maneira informal, com pouco ou nenhum planejamento. Empreender é uma jornada que exige muita dedicação e atenção, para que possa se converter em um negócio de sucesso. Atualizamos os 10 mandamentos do empreendedor iniciante: Primeiro mandamento: planeje Como já comentamos, empreender requer planejamento. Antes mesmo de pensar em iniciar um negócio, é fundamental conhecer o potencial de sua empresa, em especial se comparado ao potencial da concorrência. É preciso entender, de forma detalhada e minuciosa, como funciona o mercado do qual você deseja fazer parte - e abocanhar uma fatia!

Segundo mandamento: aprenda com a experiência Visite e ouça dicas e opiniões de outros empreendedores, mesmo que não sejam do seu segmento, para que possa entender melhor o que é empreender, na prática - e saber se é isto mesmo que você quer para a sua vida.


Terceiro mandamento: estude Procure cursos, eventos e feiras, compartilhe suas ideias e conheça estratégias semelhantes que já estão dando certo no mercado.


Quarto mandamento: modele seu negócio Defina seu modelo de negócio, isto é, quem são seu público-alvo (target), mercado (clientes) e concorrência, como será a logística (do fornecedor até o cliente), como sua empresa vai se comunicar e se relacionar com clientes (posicionamento) e fornecedores (estratégia), e criar um relacionamento de parceria com todos eles.


Quinto mandamento: identifique tendências Após aprofundamento no mercado em que deseja se inserir, você vai começar a perceber tendências de mercado. Para isso, responda à pergunta: o que vai acontecer com serviços, produtos, embalagens, logística, atendimento e força de vendas no seu mercado nos próximos anos?


Sexto mandamento: defina política de preços Determinar os preços (precificar) de produtos e serviços exige técnicas e análises. É fundamental definir onde sua empresa quer se posicionar em seu mercado (você "vende" qualidade, preço baixo, preço "justo", produto ou serviço exclusivo, grife, etc.). A precificação adequada permite que seu negócio cresça de forma sustentável.


Sétimo mandamento: estoque Gerencie seu estoque de forma estratégica. Em datas especiais, como Natal, Black Friday, Páscoa, entre outras, você precisa manter um estoque maior. Em períodos de baixa, você pode negociar um estoque consignado ou sob demanda com seus fornecedores. Estas definições devem integrar seu Plano de Negócio.


Oitavo mandamento: a loja física nem sempre é necessária A sede da empresa pode ser um diferencial estratégico para o sucesso do seu negócio, seja porque você vai investir muito nisso, seja porque você não vai investir nada nisso - e vai economizar para investir em áreas estratégicas da empresa. Investir demais em uma sede que não vai trazer, por si só, lucro para o negócio, não vale mais a pena - especialmente em tempos de pandemia. Por outro lado, se a estrutura física é fundamental para o sucesso do negócio (ex: bares, restaurantes, mercados, farmácias, etc.), pode ser uma boa ideia! Pense em coworking, aluguel de escritório (diária), atendimento digital, delivery, entre outras soluções.


Nono mandamento: controle e planejamento financeiro Organize suas finanças. Isto é importante não só do ponto de vista fiscal, mas acima de tudo administrativo. Você não saberá ao certo quanto lucra, onde perde, que produtos têm maior potencial de crescimento ou se mulheres compram mais do que homens enquanto não tiver controle total de suas finanças. Se não for um especialista, procure aprender mais sobre o assunto e busque orientações.


Décimo mandamento: divulgue seu negócio No século 21, a publicidade é digital, acessível, orgânica (natural, viral, sem pagamento) ou patrocinada (com pagamento de valor a definir), e está nas redes sociais, nas buscas do Google, e até no seu email! Sua empresa só vai se destacar da concorrência se seu público conhecer os produtos e serviços maravilhosos que você tem para oferecer :) Se a sua praia não é vender, considere uma parceria com consultores experientes no mercado em que você vai atuar - e procure aprender com a experiência deles! Ofereça-lhes um comissionamento justo e defina a forma de contratação mais adequada para seu negócio, sempre respeitando a Lei. Antes de definir o Marketing Digital do seu negócio, fale com a gente!

10 visualizações