• Beto Tupinambá

Tudo que você queria saber sobre e-commerce (mas ninguém quis parar para te explicar)

Atualizado: Jun 24


Já não é de hoje, mas agora mais do que nunca, todo mundo quer abrir um negócio na internet e conquistar o sonho da independência financeira. Mas, assim como no mundo físico, existem 1000 maneiras de se abrir um negócio, certo?


Muitos se aventuram e gastam quantias absurdas, se endividam com os altos custos para manter recursos de gestão, marketing e outras ferramentas, e se esquecem que é o seu negócio que precisa pagar por estes custos. Outros, por economia ou por opção, decidem fazer tudo por conta própria e acabam perdendo o foco no que mais importa: dedicar seu tempo para fazer o seu negócio prosperar. Mas, para se ter sucesso no seu negócio, seja ele físico ou digital, o primeiro passo é definir seu Modelo de Negócio. Relacionamos abaixo algumas informações fundamentais para quem planeja abrir uma loja na internet, mas não tem muito conhecimento a respeito das melhores práticas.


Determine, sem medo de errar ou de mudar de ideia muitas vezes:

  1. a proposta de valor do seu negócio

  2. o segmento em que você quer atuar

  3. como será o relacionamento com seus clientes

  4. os canais de comunicação e marketing

  5. quais serão suas atividades-chave

  6. quem serão seus principais parceiros

  7. quais serão suas fontes de receita

  8. qual será seu custo custo total

Recomendamos o Canvas Business Model para esse brainstorming inicial, mas também como uma ferramenta de estratégia de negócios.

Ao (re)definir o que deverá ser a conduta da sua empresa em cada um dos 8 pontos acima, você já será capaz de preencher o seu Canvas e começar a testar suas ideias. O Canvas Model é uma representação do seu modelo de negócio, e deve sempre ser atualizado para que contenha informações fieis ao que está realmente acontecendo no seu negócio - a ideia é visualizar rapidamente, em uma única tela, todas as informações acima, facilitando as tomadas de decisão e a definição da próxima estratégia a seguir.

A primeira pessoa que precisa levar seu negócio, sua marca, seus produtos e serviços a sério é você mesmo.

Legal!

Agora que temos um modelo de negócio testado e bem definido, qual é o e-commerce ideal para o seu modelo de negócio? Para começo de conversa, quantos produtos ou serviços você pretende vender pela internet? Existem muitas variações do produto ou serviço, por exemplo cor e tamanho?

Suas respostas às perguntas acima vão definir que ferramentas de e-commerce não são compatíveis com seus planos, e de cara eliminar algumas possibilidades.

Você vai entregar produtos ou disponibilizar digitalmente?

Se vai ter entrega, quem serão seus parceiros de frete (Correios, transportadora, motoboy, bikeboy, veículo próprio)? Os Correios, por exemplo, permitem integração com as principais ferramentas de e-commerce, o que significa que seus clientes poderão calcular o frete para o CEP de entrega direto no site. Outra opção é trabalhar com um política de frete fixo ou frete grátis, o que facilita a vida do cliente na hora da compra e também ajuda a vender mais! Se vai disponibilizar seus produtos digitalmente, que tipo de arquivos pretende entregar? Arquivos de texto, apresentações, vídeos, áudios e e-books estão entre as possibilidades.

Se são serviços que você você vai disponibilizar digitalmente, que ferramentas vai precisar agregar ao seu projeto? Zoom, Microsoft Teams e Google Meet podem ser um deles. Percebe como são diversas as variáveis a se considerar antes de comprar, por conta própria, um serviço de e-commerce ou site? Mas não para por aí! Ainda é preciso lançar os estoques, definir os meios de pagamento (PagSeguro, Moip, Paypal, MercadoPago, etc), valores dos fretes, prazos de postagem, publicar fotos dos produtos ou serviços, descrições, peso, medidas (se aplicável) e preços dos produtos, além de definir ferramentas de automação, respostas automáticas, integração com redes sociais, produtos em promoção, entre outras informações. E ainda, em algum momento antes de publicar sua loja virtual, é preciso definir um domínio, que nome que sua empresa vai usar na internet: suaempresa.com, suampresa.com.br, suaempresa.net são alguns exemplos de domínio. O domínio deve ser simples e fácil de lembrar. Depois de publicada a primeira versão da loja, algumas agências oferecem treinamento e capacitação na gestão da ferramenta de e-commerce - com recursos de gestão do negócio e de marketing digital.

Se você quer uma linguagem profissional e adequada para seu e-commerce, com descrições claras dos produtos ou serviços, design moderno e um site robusto e responsivo, com ferramentas de automação, integrado aos meios de pagamento e entrega, e pronto para ser encontrado pelas principais ferramentas de busca? Recomendamos que procure uma Agência de marketing estratégico para cuidar da imagem da sua empresa e da valorização da sua marca desde o início de suas atividades.